A AJUDA ALIMENTAR HUMANITÁRIA DO BRASIL: COMO UM PAÍS SEMIPERIFÉRICO SE DESTACA EM MEIO A ATORES CENTRAIS?

Erbenia Lourenço de Oliveira

Resumo


O Brasil adquire substancial importância no sistema internacional de ajuda alimentar humanitária, principalmente após 2012, quando o mesmo fica entre os cinco maiores doadores de alimentos do Programa Mundial de Alimentos (PMA). É fundamental analisar a postura brasileira e quais motivos levam o país a doar alimentos devido aos questionamentos que emergem diante a ação do país. Por que o Brasil realiza doação de alimentos em espécie se internamente ainda possui forte desestruturação no âmbito social e parte de sua população ainda se encontra abaixo da linha da pobreza? Por que o país ainda clama por benefícios no sistema multilateral de comércio por se considerar pobre, mas ao mesmo tempo possui práticas de países desenvolvidos? Duas hipóteses podem apontar as motivações brasileiras em fornecer ajuda alimentar. A primeira hipótese estaria relacionada aos aspectos subjetivos do ex-presidente Lula, que devido à sua origem, assumiu o compromisso de buscar maior autonomia no cenário internacional por meio de políticas de combate à fome e à pobreza. Outra hipótese é a de que o país necessita de apoio de países africanos nas votações em organismos multilaterais e isso leva o país a se aproximar e buscar novas parcerias no continente.

Texto completo:

52-71 | PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2447-2646